Pular para o conteúdo principal

OSCAR| Confira quem foram os esnobados de 2019

Todos os anos pouco antes da Academia divulgar os indicados ao Oscar as pessoas começam a especular quem serão os concorrentes, geralmente elas se baseiam nas premiações anteriores, como o BAFTA e o Globo de Ouro. No entanto quando a lista é divulgada sempre tem àqueles filmes ou atores que acabaram sendo ignorados. Nós do Marco do Percurso separamos aqui alguns na esnobados deste ano.

EMILY BLUNT 


Mesmo tendo a chance de concorrer duplamente a categoria de Melhor Atriz por "Um lugar silencioso" e "O retorno de Mary Poppins", Blunt acabou sendo preterida pela Academia, assim como os dois filmes que atuou.




DAMIEN CHAZELLE



O aclamado diretor não conseguiu repetir o mesmo feito que teve com La La Land (2017) e acabou ficando de fora da disputa de Melhor Direção. Seu filme, O primeiro homem, acabou indicado apenas em categorias técnicas.

TONNI COLLETE 




Com uma atuação brilhante em Hereditário (2018) a atriz infelizmente foi esnobada pela academia e acabou não concorrendo na categoria de Melhor Atriz. Neste thriller psicológico ela dá vida a personagem Annie Grahan, uma mãe que vê sua família se despedaçando devido ao passado sombrio de sua falecida mãe.

AQUAMAN 



Mesmo elogiado por seus efeitos visuais o filme acabou ficando de fora da disputa pela estatueta. 

UM LUGAR SILENCIOSO



O filme de John Krasinski foi muito elogiado pela critica mas acabou concorrendo  apenas na categoria de Melhor Edição de Som. Na história uma família tenta sobreviver em um mundo pós apocalíptico sem poder fazer nenhum barulho.




VIOLA DAVIS




Quem também foi esnobada na categoria de Melhor Atriz foi Viola Davis por sua atuação em As Viúvas. O filme de Steve McQueen conta a história de quatro mulheres que após terem seus maridos criminosos mortos em um tiroteio resolvem dar o seu próprio jeito para ajudar suas famílias. Viola ganhou o prêmio Bafta de Melhor atriz por essa atuação.


JOHN DAVID WASHINGTON



Mesmo sendo o personagem principal no filme Infiltrado na Klan, que concorre em seis categorias, John ficou de fora da disputa de Melhor Ator. Pelo menos dessa vez a Academia soube reconhecer a direção de Spike Lee.

NICOLE KIDMAN



Mesmo tendo se saído muito em premiações aclamadas como o Globo de Ouro, Kidman acabou sendo ignorada pelo Oscar por sua atuação em O peso do passado. Vale lembrar que a atriz passou por uma mudança radical para dar vida à sua personagem, a detetive Erin Bell.


BRADLEY COOPER



Essa eu realmente fiquei surpresa! O filme Nasce um estrela está concorrendo a oito estatuetas , entre elas a de Melhor Ator para Bradley Cooper, no entanto a ator foi totalmente ignorado na categoria Melhor Diretor.

Confira também quem são os indicados de 2019!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MARVEL| Avengers, Assemble!

[TEXTO COM SPOILER]


Sábado a noite eu fui assistir  Vingadores: Ultimato e, assim como todos os fãs que vem acompanhando a saga destes heróis nos últimos dez anos, eu estava muito ansiosa e com medo tanto me decepcionar, quanto de perder alguns dos meus personagens favoritos. Então já vou começar este texto dizendo que eu não me decepcionei, o filme é excelente e apesar de longo em nenhum momento ele fica arrastado ou cansativo.
Vou listar aqui alguns pontos do filme que me fizeram vibrar na cadeira do cinema:
OUTROS ÂNGULOS DA HISTÓRIA
Como muitas teorias já vinham falando em Vingadores:Ultimato os heróis voltam no tempo para consertar o estrago feito pelo estalar de dedos do vilão Thanos (Josh Brolin). A questão é que  eles não voltam para a batalha contra o vilão e sim para pegar de volta as Jóias do Infinito e assim poder trazer de volta as pessoas que tinham virado poeira. Porém o mais interessante disso é que eles voltam exatamente para momentos específicos de filmes anteriores e…

SÉRIES| Divulgado hoje o trailer de 'Pearson'

A USA Network lançou o primeiro trailer de 'Pearson', a série, que será um spin-of de Suits, estreia ainda este ano.
Na trama vamos acompanhar a trajetória da advogada Jessica Pearson (Gina Torres) enquanto ela tenta se adaptar ao mundo (e submundo) da política em Chicago. O projeto foi feito por Aaron Korsh e Daniel Arkin, que também são os responsáveis por Suits.
Veja o trailer abaixo:




NETFLIX| É isso que dá ajudar Sementes Podres, babaca

O que um refugiado árabe que aplica pequenos golpes pode ensinar a um grupo de crianças marginalizadas? Essa pergunta é perfeitamente respondida em Sementes Podres (2018), que enche até o mais vazio dos corações de esperança.
Wael (Kheiron) um rapaz que cresceu vendo os horrores da vida, desde que perdeu os pais muito cedo, tenta se redimir ajudando um grupo de crianças que precisam cumprir detenção após a escola. Com o decorrer da história vamos conhecendo um pouco da intimidade das crianças, além de conhecermos a infância de Wael através de flashbacks. O ritmo do filme que lembra muito obras como “Mudança de Hábito” (1992) e “Ao mestre com carinho” (1967) é uma injeção de esperança em uma época que precisa acreditar que pessoas melhoram e podem dar certo.



Cheio de momentos marcantes, um pequeno diálogo chama a atenção quando o pequeno Wael (Aymen Wardane) fala para Monique (Ingrid Donnadieu) que Deus gosta de fazê-lo perder pessoas. Dirigido e roteirizado pelo próprio Kheiron, Seme…