Pular para o conteúdo principal

DICAS| Onze filmes pra você assistir enquanto ainda estão disponíveis na Netflix

Volta e meia  eu vejo alguém nas redes sociais pedindo dicas sobre qual filme ou série assistir. Os pedidos geralmente possuem algumas exigências: "que seja bom" , "que não faça perder tempo", "que seja empolgante" e  principalmente "que tenha na Netflix!"

Então pensando nisso, nós do Marco do Percurso listamos abaixo algumas dicas de filmes que ainda estão disponíveis no se serviço de streaming!

Mas corre lá porque eu não sei até quando essas obras estarão por lá!


Rosamund Pike e Ben Afleck em "Garota Exemplar"

Baseado no excelente livro homônimo escrito por Gillian Flynn e dirigido pelo renomado David Fincher, "Garota exemplar" conta a história do misterioso desaparecimento de Amy (Rosamund Pike) no dia de seu quinto aniversário de casamento com o 'nice guy' Nick Dunne (Ben Afleck). Na trama todos suspeitam que ele seja o culpado pelo sumiço da esposa... porém nem tudo é o que parece...



Poster do filme "Uma noite e doze anos"
Baseado em fatos reais o filme conta a história do encarceramento e da tortura de três importantes líderes revolucionários durante o período ditatorial no Uruguai, um deles, hoje é conhecido com o ex-presidente José Mujica. O filme tem direção de Álvaro Brechner e é uma excelente pedida pra quem gosta de filmes com uma pegada mais histórica.


Foto: A lista de Shindler/ Divulgação
Você já deve conhecer o Liam Neeson como o cara porradeiro de vários filmes de ação, mas saiba que ele também deu vida ao personagem Oskar Shindler, um alemão responsável por salvar inúmeras vidas de judeus durante a Segunda Guerra Mundial. O filme ainda conta com a direção de nada mais, nada menos que Steven Spielberg.


Russell Crowe e Ryan Gosling em "Dois caras legais"

É um filme muito divertido que conta a história de dois caras atrapalhados responsáveis por investigar um caso de sequestro. No elenco contamos com a presença de Russell Crowe e Ryan Gosling, a direção é de Shane Black.




Foto: Divulgação
Comecei a assistir esse filme bem despretensiosamente em uma tarde de tédio total e acabei me surpreendendo porque gostei muito da história. No filme a jovem Edith (Mia Wasikowska) se casa com o misterioso Sir Thomas Sharpe (Tom Hiddlleston) após a fatídica morte de seu pai. Os dois se mudam para uma mansão isolada, onde vive Lady Lucille Sharpe (Jessica Chastain), irmã de Thomas. Coisas sobrenaturais começam acontecer e assustar a jovem Edith, mal ela sabia que deveria mesmo era temer os vivos. A direção do longa conta com a assinatura de Guillermo del Toro.



Foto: Divulgação
O casal de amigos Emma (Anne Hathaway) e Dexter (Jim Sturgess) passam anos de suas vidas entre encontros de desencontros até finalmente conseguirem ficar juntos. O filme é uma história de amor mas acima de tudo também é uma história de amizade e de fracassos.


Jon Favreau no filme "Chef"
Faz muito tempo que eu assisti esse filme, ele conta a história de Carl (Jon Favreau), um renomado Chef de cozinha que acaba demitido após um escândalo envolvendo ele e um cítico gastronômico, a briga dos dois acabou indo parar na internet e, a reputação de Carl ficou prejudicada. Sem conseguir emprego em outro restaurante ele tenta recomeçar sua carreira abrindo um Food Truck.

TODAS AS RAZÕES PARA ESQUECER (2018)

É um filme brasileiro, dirigido por Pedro Coutinho, que conta a história do jovem Antônio (Johnny Massaro) após o término de seu relacionamento com Sofia (Bianca Comparato). O filme aborda temas como depressão, solidão,  dificuldade em lidar com términos e incapacidade de assumir a culpa pelos próprios erros.

ONDE ESTÁ SEGUNDA (2017)

Noomi Rapace como as gêmeas no filme "Onde está segunda"
Eu enrolei horrores pra começar a ver esse filme porque tinha muito receio de não gostar dele e de ser mais uma grande perda de tempo (antes dele eu tinha assistido Anon). Porém eu me surpreendi, o filme é muito legal e conta a história de sete irmãs gêmeas que são obrigadas a compartilhar uma mesma vida fora de casa já que vivem em uma sociedade superpopulosa  que impera a política do filho único.



Vincent Elbaz como Damien em "Eu não sou um homem fácil"
É uma comédia francesa que tem como objetivo discutir a cultura machista que impera no mundo atual. Damien (Vincent Elbaz) é o típico cara escroto que não respeita as mulheres com quem se relaciona, após um acidente ele acorda em uma realidade alternativa completamente controlada por mulheres que reproduzem exatamente o mesmo comportamento machista da nossa realidade. É um exercício empírico empatia.

O FABULOSO DESTINO DE AMÉLIE POULAIN (2002)


Audrey Tautou em "O fabuloso destino de Amélie Poulain"
Amélie (Audrey Tautou) é uma jovem do interior da França que acabou de se mudar para Paris. Em um certo dia Amélie encontra em seu apartamento uma caixinha com diversos pertences e decide procurar o dono. A partir desse momento sua perspectiva de vida muda totalmente e ela encontra o prazer em ajudar as pessoas, porém nunca da maneira mais convencional.


...


Veja também outras listas de filmes:








Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

SÉRIE| A maldição da residência Hill

Em outubro desse ano a Netflix estreou a primeira temporada da série de terror “A maldição da Residência Hill (The Haunting of Hill House)”, criada porMike Flanagane baseada no livro homônimo de Shirley Jackson (1959). A série conta a história da família Crane durante o período em moraram na mansão Hill e como os eventos que aconteceram na casa afetaram a família para sempre. Confesso que antes de assistir fiquei um pouco apreensiva, não porque tenho medo de filmes/ séries de terror (apesar de ser muito sugestionável), meu receio era a série ficar maçante com excessos de "jump scare", mas isso não aconteceu, os sustos são pontuais e a história fica muito mais focada no drama familiar.

Outro ponto a ser elogiado é a montagem dos episódios, os momentos em que passado e presente se intercalam foram construídos de maneira perfeita, sem ficar cansativo ou desgastante. É interessante reparar também que no inicio da série esses momentos eram avisados com legenda, mas depois foram fic…

CRÍTICA| Polar não é o John Wick da Netflix

Assim que a Netflix começou a divulgar os trailers e imagens de Polar muita gente começou a comparar o personagem de Mads Mikkelsen como sendo o John Wick (Keanu Reeves) da Netflix, mas ontem depois de assistir ao filme eu posso afirmar pra vocês que Polar não chega nem perto do que foi "De volta ao jogo".
Baseado na graphic novel homônima publicada pela Dark Horse o filme acompanha a história do assassino de aluguel Duncan Vizla (Madds Mikkelsen) que, ao ser forçado a se aposentar, vira o alvo da firma em que trabalhou durante anos e, acaba se tornando a caça de um grupo de jovens assassinos psicopatas.


O filme exige uma suspensão de descrença muito grande quando coloca o grupo de assassinos agindo sempre juntos ao invés de se separarem para alcançar o objetivo mais rápido. Outra coisa que não entendi é fato deles terem um sniper que poderia matar qualquer um a distância, mas que só atira para imobilizar enquanto os outros fazem o trabalho, simplesmente não faz sentido.
O …

CRÍTICA| O ‘Vidro’ estava mais ‘Fragmentado’ do que pensávamos

Vidro (2019) estreou em janeiro para fechar a trilogia iniciada por M. Knight Shyamalan em 2000 com ‘Corpo Fechado’. Conectando os dois primeiros capítulos e encerrando o arco dos super-heróis da vida real o filme que estreou com um elenco de peso (Samuel L. Jackson, Bruce Willis, James McAvoy e Sarah Paulson), foi apenas um filme pouco interessante com explicações jogadas e falta de vontade em aprofundar em uma história que já é, por natureza, extremamente profunda.




Para quem acompanhou os dois primeiros filmes e aguardava alguma inovação que se equiparasse aos planos “quadrinescos” de Corpo Fechado, onde o elenco era filmado através de janelas ou espelhos para criar a sensação de história em quadrinhos ou os diversos planos de câmera que expandem ainda mais as personalidades de Kevin (James McAvoy).
Dessa vez temos um pouco apenas de psicologia das cores para diferenciar os personagens, M. Knight Shyamalan, usou o Twiter para explicar a escolha da paleta de cores para cada personagem.…