Pular para o conteúdo principal

LIVROS| Oito autoras incríveis que você deve ler


O universo dos livros é algo que me encanta desde criança, eu sempre fui uma leitora voraz mas, até pouco tempo atrás não tinha me dado conta de que muitas vezes eu não dava o devido valor a autoras mulheres. Pensar em autores homens é tão senso comum que meu companheiro só foi perceber que a Gillian Flyn era uma mulher e não um homem depois de ter lido dois livros dela. Então por isso nós do Marco do Percurso resolvemos fazer uma lista com dez autoras incríveis:


GILLIAN FLYNN

Foto:  Heidi Jo Brady
É uma autora norte-americana muito famosa pelos livros "Garota exemplar"(2012), "Objetos cortantes" (2006) e "Lugares escuros" (2009). Gosto dos livros dela porque retratam muito bem o universo feminino, suas personagens são cheias de camadas que muitas vezes podem surpreender o leitor. Aliás as hitórias dela são cheias de suspense e surpresa.

CHIMAMANDA NGOZI ADICHIE

É uma escritora nigeriana que vem fazendo um trabalho excelente na popularização da literatura africana. Ela escreveu livros importantes como "Para educar criança feministas" (2017), "Americanah" (2013) e "Hibisco Roxo" (2003). Coloquei a Chimamanda nessa lista porque além dela ser incrível também acho interessante a gente valorizar autores que trazem realidades diferente da norte americana.

JOJO MOYES

Foto: Charlotte Murphy
Eu acho as hitórias da Jojo Moyes apaixonantes. Ela é muito famosa pelos livros da série "Como eu era antes de você", que chegou até a ganhar uma adaptação nos cinemas com Emilia Clarke (Game of Thrones) e Sam Claflin (Jogos Vorazes) nos papéis de protagonistas, porém meu livro favorito dela é Um mais um (2014), ele tem uma vibes muito parecida com "Pequena Miss Sunshine" que fez eu me apaixonar.

MARIA DUEÑAS


Foto: Ricardo Martin
É uma autora espanhola responsável pelo livro "O tempo entre costuras" (2009), um romance histórico que mistura ficção e realidade nos tempos da Guerra Civil Espanhola. Confesso que no começo a leitura não tinha me animado porque eu comecei a ler na expectativa de que fosse uma história parecida com as que o Carlo Ruiz Zafon escreve, porém quando eu mudei minhas expectativas o livro ficou maravilhoso e eu devorei ele rapidamente. Vale lembrar que "O tempo entre costuras" virou série e está disponível na Netflix.

SVETLANA ALEKSIÉVITCH

Foto: VEJA.com/Reuters/Reuters
O que mais me chamou atenção nessas autora foi o fato dela dar voz a histórias que antes ninguém se importou em contar. Se já é difícil a gente conhecer a versão da história da Segunda Guerra Mundial contada pelo lado russo, imagina então conhecer a história das mulheres russas que estavam no front? É isso que ela conta no livro "A guerra não tem rosto de mulher"(1985).

CAROLINA DE JESUS

 Foto: Editora Malê/Divulgação
É uma autora brasileira, negra, muito conhecida pelo seu livro "Quarto de despejo" (1960). O livro é baseado em suas memórias no período em que ela morou na favela do Canindé e trabalhava como catadora. Infelizmente ela é uma autora pouco reconhecida por nós brasileiros, eu mesma até pouco tempo atrás não tinha sequer ouvido falar dela, esse apagamento das nossas autoras durante todo ensino escolar é muito triste.

CAROLINA MUNHÓZ

Foto: Divulgação
Também é uma autora brasileira que tem suas obras focadas principalmente na literatura fantástica voltada ao público infanto-juvenil. Ela é escritora de livros como "A fada" (2009), "Fui uma boa menina" (2013) e o "Reino das vozes que não se calam" (2014)

MARGARET ATWOOD


Foto: Divulgação
Autora do livro que originou a famosa e premiada série "The handmaid's tale", Margaret Atwood é uma escritora canadense muito premiada e reconhecida por seus livros com realidades distópicas. Você pode não saber mas a série Alias Grace (Netflix) também é baseada em um de seus romances.

...

Meu objetivo com essas lista era tentar trazer autoras diversificadas em suas nacionalidades, vivências e gêneros literários. Espero que vocês gostem e não esqueçam de deixar suas indicações de autoras nos comentários, vamos fortalecer as mulheres escritoras!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CRÍTICA| Operação Fronteira: um bom elenco para um roteiro mediano

Um dos lançamentos da Netflix em março deste ano foi o  longa de ação "Operação Fronteira". O filme estrelado por Ben Affleck, Charlie Hunnam, Garret Hedlund, Oscar Isaac e Pedro Pascal conta a história de cinco amigos e ex-combatentes do exército americano quando eles planejam assaltar a casa de um poderoso narco-traficante mexicano no meio da floresta Amazônica.
Pra ser sincera eu não achei o filme ruim, mas fiquei com a impressão de que faltava algo na história que prendesse mais a minha atenção. A sensação que o filme passa é sempre de que algo  muito ruim vai acontecer, ou de que o plano vai dar todo errado, e de certa forma é isso mesmo que acontece, mas acho que não exatamente do jeito que eu esperava. 
Outra coisa que me incomodou muito foi o fato de que a relação dos personagens não é bem contextualizada, ou seja, a gente não sabe como a relação deles começa, quais as dívidas que eles têm uns com os outros ou o porquê deles verem o personagem Tom Davis (Ben Affleck

CRÍTICA| Durante a tormenta

Durante a tormenta é um filme de drama/suspense espanhol, o longa foi lançado em 2018 e chegou este mês na Netflix. Devido a uma falha  no espaço-tempo causada por uma tempestade a jovem Vera Roy ( Adriana Ugarte) salva a vida de um garoto que morreu atropelado em 1989, no entanto ao mudar o passado ela também altera o futuro e faz com que  sua mude vida completamente.
Há muito tempo o cinema traz histórias de viagem no tempo e, um ponto em comum que a gente aprendeu em várias delas é que não se pode alterar o passado sem que haja muitas consequências no futuro. Em 'Durante a tormenta', Vera (Ugarte), perdeu sua filha, seu marido e toda a vida que ela conseguia se lembrar, mas com a ajuda do Inspetor Leyra (Chino Darín) ela vai tentar recuperar o que deixou para trás. Porém o que Vera (Ugarte) não se deu conta é que  em sua busca para recuperar uma vida antiga ela acabou não se importando em como estaria sua vida atual nesta nova realidade. 


Eu gostei muito de como o filme tra…

CRÍTICA| Loja de Unicórnios e a singela mensagem de amadurecimento

Loja de Unicórnios entrou para o o catálogo da Netflix Brasil no ultimo dia 05 de abril. O longa foi o primeiro trabalho como diretora da atriz Brie Larson (Capitã Marvel, 2019), ela também estrela a produção. Loja de Unicórnios foi lançado em 2017 e é uma adaptação do roteiro escrito por Samantha McIntyre.
Kit (Larson)  é uma jovem que ao ser expulsa da faculdade de Artes começa a se sentir um perfeito fracasso. Sem saber muito o que fazer de sua vida, ela teve que voltar a morar na casa dos pais e começa a tentar se adequar em um perfil que simplesmente não cabe nela. Após encontrar um emprego temporário em um escritório de comunicação, Kit recebe um convite para ir até A Loja, lá ela conhece o Vendedor (Samuel L. Jackson) e ele lhe oferece a incrível oportunidade de comprar seu próprio Unicórnio, mas antes ela precisa preencher alguns requisitos.


Este foi um filme que conversou muito comigo, porque a personagem passa por todo um processo para enfim conseguir se reencontrar. Ao ser …