Pular para o conteúdo principal

FRAMBOESA DE OURO| Saiba quem foi indicado ao Oscar dos filmes ruins

Hoje foi liberada a lista dos concorrentes ao Troféu Framboesa de Ouro 2019. A premiação acontece no dia 23 de fevereiro, um dia antes do Oscar,  e "premia" os piores filmes do ano anterior.

Este ano Gotti, Holmes & Watson e Crimes em Happytime  lideram a premiação com seis indicações cada. Já "Cinquenta tons de liberdade" aparece indicado em apenas três categorias ( pior direção, atriz coadjuvante e roteiro), o menor número da franquia até hoje!


PIOR FILME

Gotti

Crimes em Happytime

Holmes & Watson

Robin Hood - A Origem

A Maldição da Casa Winchester



PIOR ATRIZ

Jennifer Garner (A Justiceira)

Amber Heard (London Fields)

Melissa McCarthy (Crimes em Happytime e Alma da Festa)

Helen Mirren (A Maldição da Casa Winchester)

Amanda Seyfried (Espectador Profissional)



PIOR ATOR

Johnny Depp (Gnomeu e Julieta: O mistério do jardim)

Will Ferrell (Holmes & Watson)

John Travolta (Gotti)

Donald Trump (como ele mesmo em Death of a Nation e Fahrenheit 11/9)

Bruce Willis (Desejo de Matar)



PIOR ATRIZ COADJUVANTE

Kellyanne Conway (como ela mesma em Fahrenheit 11/9)

Marcia Gay Harden (Cinquenta Tons de Liberdade)

Kelly Preston (Gotti)

Jaz Sinclair (Slender Man - Pesadelo sem Rosto)

Melania Trump(como ela mesma em Fahrenheit 11/9)




PIOR ATOR COADJUVANTE

Jamie Foxx (Robin Hood - A Origem)

Ludacris (Show Dogs)

Joel McHale(Crimes em Happytime)

John C. Reilly(Holmes & Watson)

Justice Smith (Jurassic World: Reino Ameaçado)



PIOR DUPLA EM TELA

Quaisquer atores e bonecos, especialmente nas cenas de sexo (Crimes em Happytime)

Johnny Depp e sua carreira em rápida decadência (Gnomeu e Julieta: O Mistério do Jardim)

Will Ferrel e John C. Reilly destruindo dois personagens amados da literatura (Holmes e Watson)

Kelly Preston e John Travolta, com críticas dignas de A Reconquista (Gotti)

Donald J. Trump e sua mesquinharia (Death of a Nation e Fahrenheit 11/9)



PIOR REFILMAGEM/CÓPIA/SEQUÊNCIA

Death of a Nation(remake de Os Estados Unidos da Hillary)

Desejo de Matar


Holmes & Watson


Megatubarão (copiandoTubarão)


Robin Hood - A Origem



PIOR DIRETOR

Etan Cohen(Holmes & Watson)

Kevin Connolly(Gotti)

James Foley(Cinquenta Tons de Liberdade)

Brian Henson(Crimes em Happytime)

Os irmãosSpierig(A Maldição da Casa Winchester)



PIOR ROTEIRO

Death of a Nation

Cinquenta Tons de Liberdade

Gotti

Crimes em Happytime

A Maldição da Casa Winchester






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MARVEL| Avengers, Assemble!

[TEXTO COM SPOILER]


Sábado a noite eu fui assistir  Vingadores: Ultimato e, assim como todos os fãs que vem acompanhando a saga destes heróis nos últimos dez anos, eu estava muito ansiosa e com medo tanto me decepcionar, quanto de perder alguns dos meus personagens favoritos. Então já vou começar este texto dizendo que eu não me decepcionei, o filme é excelente e apesar de longo em nenhum momento ele fica arrastado ou cansativo.
Vou listar aqui alguns pontos do filme que me fizeram vibrar na cadeira do cinema:
OUTROS ÂNGULOS DA HISTÓRIA
Como muitas teorias já vinham falando em Vingadores:Ultimato os heróis voltam no tempo para consertar o estrago feito pelo estalar de dedos do vilão Thanos (Josh Brolin). A questão é que  eles não voltam para a batalha contra o vilão e sim para pegar de volta as Jóias do Infinito e assim poder trazer de volta as pessoas que tinham virado poeira. Porém o mais interessante disso é que eles voltam exatamente para momentos específicos de filmes anteriores e…

SÉRIES| Divulgado hoje o trailer de 'Pearson'

A USA Network lançou o primeiro trailer de 'Pearson', a série, que será um spin-of de Suits, estreia ainda este ano.
Na trama vamos acompanhar a trajetória da advogada Jessica Pearson (Gina Torres) enquanto ela tenta se adaptar ao mundo (e submundo) da política em Chicago. O projeto foi feito por Aaron Korsh e Daniel Arkin, que também são os responsáveis por Suits.
Veja o trailer abaixo:




NETFLIX| É isso que dá ajudar Sementes Podres, babaca

O que um refugiado árabe que aplica pequenos golpes pode ensinar a um grupo de crianças marginalizadas? Essa pergunta é perfeitamente respondida em Sementes Podres (2018), que enche até o mais vazio dos corações de esperança.
Wael (Kheiron) um rapaz que cresceu vendo os horrores da vida, desde que perdeu os pais muito cedo, tenta se redimir ajudando um grupo de crianças que precisam cumprir detenção após a escola. Com o decorrer da história vamos conhecendo um pouco da intimidade das crianças, além de conhecermos a infância de Wael através de flashbacks. O ritmo do filme que lembra muito obras como “Mudança de Hábito” (1992) e “Ao mestre com carinho” (1967) é uma injeção de esperança em uma época que precisa acreditar que pessoas melhoram e podem dar certo.



Cheio de momentos marcantes, um pequeno diálogo chama a atenção quando o pequeno Wael (Aymen Wardane) fala para Monique (Ingrid Donnadieu) que Deus gosta de fazê-lo perder pessoas. Dirigido e roteirizado pelo próprio Kheiron, Seme…