Pular para o conteúdo principal

GAMES| Cinco games pra quem não sabe jogar

Eu nem de longe sou a pessoa mais gamer que você vai conhecer, pelo contrário, eu sou uma 'noob' de marca maior. Mas mesmo assim existem alguns games que eu joguei até o fim (ou que eu ainda jogo às vezes)  e gostaria de indicar eles pra vocês.

São jogos fáceis (lembre-se que eu sou ruim jogando) então se você é um iniciante no mundo dos games pega essas dicas comigo e vamos ser 'noob's' juntos!

Esse jogo é ambientado durante a Segunda Guerra Mundial e conta as história de três personagens durante esse período conturbado da história. O jogo fala sobre amizade, sobre fazer a coisa certa independente de qualquer coisa e sobre o amor de uma família. O game é um vídeojogo de aventura de puzzle, desenvolvido e publicado pela Ubisoft e está disponível nas seguintes plataformas: PlayStation 4, Android, Xbox One, Nintendo Switch, iOS, PlayStation 3, Xbox 360, Microsoft Windows. Os gráficos são bem simples e por isso eu achei ele muito fácil de jogar, mas tem que ser explorador pra encontrar os detalhes e resolver os desafios. A história é emocionante e, não preciso dizer, mas terminei a história chorando.





Aqui a gente acompanha a história da Princesa Aurora e todos os desafios que ela precisa enfrentar para salvar o reino de Lemuria da Rainha Negra. O game é lindo, os diálogos são uma gracinha e eu amo o cenário! Child of Light é um RPG de plataforma, desenvolvido e publicado pela Ubisoft nas seguintes plataformas: PlayStation 4, Nintendo Switch, PlayStation 3, Xbox One, Xbox 360, Wii U, PlayStation Vita, Microsoft Windows




Uma das franquias de jogos mais famosas lançou uma versão em 2D das histórias dos Assassinos. São três jogos diferentes, Assassin's Creed India, Assassin's Creed China e Assassin's Creed Rússia, que se passam em períodos diferentes, com personagens diferentes, mas que devido a um artefato mágico tem suas vidas interligadas. O jogo foi produzido pela Clímax Studios e publicado pela Ubisoft.


Eu amo esse jogo simplesmente pelo fato que você pode jogar com vários heróis (ou vilões) dos filmes de ação da década de 80 e 90. A ideia é que esses heróis são mandados em missões ao redor do mundo para recuperar os territórios e salvar seus companheiros. O jogo tem um design bem simples, estilo os games antigos, acho até que é por isso que eu gosto tanto. Também é bem fácil de jogar, porque requer habilidades bem limitadas, eu particularmente gosto de jogar no modo "vamos quebrar tudo". É um game independente, desenvolvido pela Free Lives Games em 2013 e, está disponível nas plataformas  Nintendo Switch, PlayStation 4, Microsoft Windows, Linux, Mac OS Classic.

LIFE IS STRANGER




Talvez de todos os games que citei aqui esse seja o mais complexo de jogar, mas também não é difícil. O jogo é contado a partir da perspectiva da Max, uma adolescente que após voltar para  a cidade de Arcadia Bay, descobre que tem poderes para voltar no tempo. Porém como já dizia o tio Ben "Com grandes poderes vem grandes responsabilidades", então tudo que ela fizer pode alterar drasticamente o futuro das pessoas. Eu quase ia me esquecendo de mencionar, mas muitas das escolhas da Max é você quem faz. É um game pra se jogar com paciência, apreciando a história e a trilha sonora. Life is Stranger foi desenvolvido pelo estúdio francês Dontnod Entertainment e publicado nas plataformas LinuxMicrosoft WindowsOS XPlayStation 3PlayStation 4Xbox 360 e Xbox One pela Square Enix.

Essas foram as minhas dicas, espero que gostem e deixem nos comentários os jogos preferidos de vocês!

...

Veja também:





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CRÍTICA| Operação Fronteira: um bom elenco para um roteiro mediano

Um dos lançamentos da Netflix em março deste ano foi o  longa de ação "Operação Fronteira". O filme estrelado por Ben Affleck, Charlie Hunnam, Garret Hedlund, Oscar Isaac e Pedro Pascal conta a história de cinco amigos e ex-combatentes do exército americano quando eles planejam assaltar a casa de um poderoso narco-traficante mexicano no meio da floresta Amazônica.
Pra ser sincera eu não achei o filme ruim, mas fiquei com a impressão de que faltava algo na história que prendesse mais a minha atenção. A sensação que o filme passa é sempre de que algo  muito ruim vai acontecer, ou de que o plano vai dar todo errado, e de certa forma é isso mesmo que acontece, mas acho que não exatamente do jeito que eu esperava. 
Outra coisa que me incomodou muito foi o fato de que a relação dos personagens não é bem contextualizada, ou seja, a gente não sabe como a relação deles começa, quais as dívidas que eles têm uns com os outros ou o porquê deles verem o personagem Tom Davis (Ben Affleck

CRÍTICA| Loja de Unicórnios e a singela mensagem de amadurecimento

Loja de Unicórnios entrou para o o catálogo da Netflix Brasil no ultimo dia 05 de abril. O longa foi o primeiro trabalho como diretora da atriz Brie Larson (Capitã Marvel, 2019), ela também estrela a produção. Loja de Unicórnios foi lançado em 2017 e é uma adaptação do roteiro escrito por Samantha McIntyre.
Kit (Larson)  é uma jovem que ao ser expulsa da faculdade de Artes começa a se sentir um perfeito fracasso. Sem saber muito o que fazer de sua vida, ela teve que voltar a morar na casa dos pais e começa a tentar se adequar em um perfil que simplesmente não cabe nela. Após encontrar um emprego temporário em um escritório de comunicação, Kit recebe um convite para ir até A Loja, lá ela conhece o Vendedor (Samuel L. Jackson) e ele lhe oferece a incrível oportunidade de comprar seu próprio Unicórnio, mas antes ela precisa preencher alguns requisitos.


Este foi um filme que conversou muito comigo, porque a personagem passa por todo um processo para enfim conseguir se reencontrar. Ao ser …

CRÍTICA| Durante a tormenta

Durante a tormenta é um filme de drama/suspense espanhol, o longa foi lançado em 2018 e chegou este mês na Netflix. Devido a uma falha  no espaço-tempo causada por uma tempestade a jovem Vera Roy ( Adriana Ugarte) salva a vida de um garoto que morreu atropelado em 1989, no entanto ao mudar o passado ela também altera o futuro e faz com que  sua mude vida completamente.
Há muito tempo o cinema traz histórias de viagem no tempo e, um ponto em comum que a gente aprendeu em várias delas é que não se pode alterar o passado sem que haja muitas consequências no futuro. Em 'Durante a tormenta', Vera (Ugarte), perdeu sua filha, seu marido e toda a vida que ela conseguia se lembrar, mas com a ajuda do Inspetor Leyra (Chino Darín) ela vai tentar recuperar o que deixou para trás. Porém o que Vera (Ugarte) não se deu conta é que  em sua busca para recuperar uma vida antiga ela acabou não se importando em como estaria sua vida atual nesta nova realidade. 


Eu gostei muito de como o filme tra…